sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Um lugar...

"E então há um lugar para onde vão os sonhos que a gente desacredita, onde moram os anéis que perdemos, os brincos descasados, o pé de meia preferido, o batom engolido pela bolsa. Há um lugar, um sumidouro, para onde são tragados os sorrisos que não voltam, o cheiro do cabelo, um colarinho manchado, o perfume na manga do vestido, teu nome no bilhete, um gosto de vinho grudado na língua. Ficam lá, suspensos numa órbita improvável e inacessível, ao som de três ou quatro frases para sempre repetidas que a gente procura esquecer. E um dia esquece."

(Patrícia Antoniete)

Um comentário:

IVANI RAMOS disse...

Amo esse blog e esse poema é lindo.

Já disse Chico Buarque:
Há de haver algum lugar
Um confuso casarão
Onde os sonhos serão reais
E a vida não....
Um lugar deve existir
Uma espécie de bazar
Onde os sonhos extraviados
Vão parar!

Grata por compartilhar