sexta-feira, 9 de junho de 2017

O espelho...

Os detalhes estão cheios de deus. As nuvens nos contemplam a enxergar em cada um de nós muitas coisas. Os frutos dão nome aos sabores. O amor retira-nos das palavras. O altar é o lado externo do peito. O tempo dá sentido ao relógio - não o contrário. E no contrário do que pensamos habita sempre uma outra antiga versão da verdade. Andamos por caminhos percorridos inaugurados pela dor. A covardia visita-nos logo depois. A dor varia conforme a vida. A vida calcula-se sempre um palmo a mais de distância do nariz. A vida é uma reunião de detalhes. Os detalhes estão cheios de deus. Atravessamos as idades ignorando por demais estes detalhes.

E os homens com o espelho se confundem. 

Nenhum comentário: