domingo, 15 de janeiro de 2017

Talvez...

Talvez não fosse o momento, a semana, o humor. Talvez não fosse a discussão ou o cansaço. Talvez não fosse ela. Talvez não fosse ele. Talvez não fosse amor. Mas, continuavam sem saber se ele ou ela, se isto ou aquilo, porque saber exigiria doer. Mais do que já doíam como se não vivessem. Como se não amassem. Como se não fugissem.

Talvez.

Nenhum comentário: