segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Perdemo-nos todos...

Vestia a paixão ao avesso, o humor às avessas, a sorte ao inverso, o amor impróprio, o relógio exato e o tempo impontual para os sossegos. Entre a faca e os desejos, salvamo-nos muitos. Perdemo-nos todos.

Nenhum comentário: