segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Embora...

Pois deveríamos estancar nossas feridas com amor próprio. Remendar-nos. Encontrar-nos com a nossa saudade mais recente. Permitir-nos aquele frescor desta nova insegurança que nos deixa seguros do que sentimos, para encararmos quais as emoções já estão maduras para irem embora de casa.

Nenhum comentário: