quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Credores...

À vida resmungamos pequenas palavras sem muita delicadeza: dignos do tamanho que acreditamos ser bastante. Calar-se seria saber-nos credores de pouca abundância. Uma culpa por não semearmos melhor o próprio existir.

Nenhum comentário: