quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Messianismo & hipocrisia...

Há quem acredite que seja inteiramente possível a convivência entre culturas tão diferentes, mas que não sabe conviver com o próximo, com os pais, com a esposa ou o marido.

Há quem diga que se deve amar a humanidade, mas não consegue amar o próximo porque próximo é. A resposta para as questões é sempre "in abstrato". Eis a política de fé, a política imaginativa que por diversas vezes não consegue relacionar a realidade com suas soluções e projetos de gaveta.

Eis a hipocrisia da ideologia messiânica que prega ser a única a levar-nos a um mundo melhor.

Um comentário:

ivani ramos disse...

Já dizia Machado de Assis: "Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução; alguns dizem mesmo que assim é que a natureza compôs as suas espécies."

Meu desejo que em 2017 você possa continuar a fazer um futuro revolucionário usando a energia das palavras. Obrigada pela companhia poética nesses 365 dias de 2016. Feliz Natal e um próspero velho e sempre novo ano!