sábado, 9 de julho de 2016

Se...

Se soubéssemos dos frequentes milagres e possibilidades que ocultos vivem nas distraídas escolhas do dia a dia, aguardando pacientemente a nossa permissão - uma inexatidão de nós, uma guarda baixa, uma distração - para que venham a revelar-se e salvar-nos das insistências que cultivamos em tons de cinza e naquilo que não se é mais, renasceríamos mais vezes...

Nenhum comentário: