sexta-feira, 8 de julho de 2016

A saída...

A única saída será aquela pela qual ainda não se entrou. Ela não será uma resposta visto que a saída não é nada que se pareça com uma. A única saída será atravessar o que se oculta. A saída é o óbvio que não se enxerga. A única saída é aquela que se tardará uma vida a perceber que ela se trata exatamente da entrada. Ela se encontra por detrás do medo. Ela se sabe por detrás da vergonha. Ela se revela por detrás do orgulho. A saída não será o final, mas antes o real início. A única saída será enfrentar-se tão completamente que isto se trate de aceitar-se completamente. Ser quem se é para aí então buscar-se como aquele que se encontrou.

Ser a si mesmo é a única saída que até agora ainda não tentamos.

Nenhum comentário: