terça-feira, 5 de julho de 2016

A doença...

A doença é um sintoma do impedimento das verdades que em nós deixam de circular. Quando verdade se prende no peito, no estômago, na garganta, o desequilíbrio acontece. A doença é o aviso de que a alma está corrda, sufocada ou fragmentada.

A doença é a revelação da verdade que por tanto tempo ignorada engessou-nos a nós mesmos. A ansiedade, o medo, a inveja, a tristeza por vezes são esses engessamentos de uma verdade não expressa devidamente em nós e por nós. 
Por isto a necessidade de reconhecê-la para nos reconhecermos, praticando-a como integral aceitação do que insistimos em negar, e, como desapego essencial do que insistimos em carregar a por-nos envenenados.
Às vezes exatamente por não aceitarmos uma verdade que nos cabe dispensá-la é que continuamos a carregar.

Nenhum comentário: