sábado, 11 de junho de 2016

Estilhaços...

Com metade do peito a funcionar, esquecia
diariamente um pouco mais para que servia o coração.

é para as alturas - diziam os estilhaços.

e assim dirão, sempre, a lembrar-nos do que não se deve nunca esquecer.

porque crê o amor na gente muito mais do que a
gente crê na gente mesmo.

Nenhum comentário: