terça-feira, 24 de maio de 2016

Quem sabe...

Sou feito de contrastes 
e contratos
rimas ricas e pobres
versos poucos mas nobres

Sou feito de muros e espaços.
Sou feito de medos e memórias
mentiras e aumentadas vitórias
ilusões e sinceras histórias
que a ninguém convence.

Sou feito de outro
Sou feito de ouro
Sou feito de barro
Sou feliz só no meu bairro
(mas sou feliz também além dele)

Sou transbordante
e o ausente
o conteúdo
e o continente
o presente
e o faltante
o amado 
e o amante
o livro 
e a estante
o inteiro 
e o instante

Sou o moinho 
e a pedra
a queda 
e o ninho
o céu 
e a tela
que na aquarela
sou passarinho

Sou a viúva 
e a casada
a solteirona 
e a namorada
a traída 
e a honrada
sou a tarde 
e a madrugada
daquela que se sabe amada.

Sou assim afeito à poesia
quem sabe falando de asa
possa eu voar um dia?

Sou assim feito de letra
quem sabe juntando todas
tenha-se alguma que aproveita?

Nenhum comentário: