quinta-feira, 12 de maio de 2016

Era uma vez...

Era uma vez...

Satanás convidou Belzebu para ser seu par. O inferno, dividido, acabou por escolher Satanás para liderar e Belzebu para articular os demônios. Era essa a estratégia.

Satanás fez e aconteceu, e tantas maldades fez que ultrapassou o orçamento do inferno.

Lúcifer então iniciou o processo para saída de Satanás. Saindo Satanás, ocuparia Belzebu o seu lugar. Afinal, aqueles que escolheram um, acabaram também escolhendo o outro.

(Depois cassaram Lúcifer, mas isto é uma outra história...)

Hoje, destronamos Satanás para empossar Belzebu.

Belzebu a partir de então, comporá sua nova equipe, com capiroto, anhangá, cramulhão, etc.

Seja como for é um demônio a mais expulso; um demônio a menos para lidarmos. 
Um curto alívio para os sofredores.

Mas não há o que aplaudir. Depois de tudo, a partir de agora será preciso melhorar muito para ficar apenas bom.

A esperança saiu chamuscada e com cheiro de enxofre.

Comemos por tanto tempo o pão que o diabo amassou.

Agora, o diabo que nos carregue.

Um comentário:

Poeta da Colina disse...

Palmas, palmas, Bravo!! Sensacional.