sexta-feira, 29 de abril de 2016

Teoria Geral do Desassossego...

 Teoria Geral do Desassossego
(um ensaio dos afetos)

Um convite à maneira mais agradável de ignorar a vida e ao mesmo tempo afirmá-la; uma leitura em que falo aos teus olhos as coisas todas cheias de significado ao mesmo tempo que lhe digo de nossa insignificância. E explico que isto não é em nada ruim, visto que pelo vão das fragilidades acontecem-nos os milagres. E junto às questões e motivos que bem explico de nossa reincidência aos abismos, aos contrários e às promessas; trago receituário de amanhecimentos, notas e instruções para asas e os desapegos. Por facilitarmos sempre o fim daquilo que amamos, explico-lhes o que sei do amor pelo que o amor não é. Ou não deveria ser. A todos nós com sentimentos tediosos de domingo ou segunda, trago-lhes a notícia sobre o outro lado de nós pouco usado e que sabe ser outra coisa que não apenas cansaço e mais do mesmo. Venho celebrar as ilusões e chamar-te a festejarmos por reconhecê-las e podermos por isso descartá-las. Este livro tem tanto o peso das tuas tristezas como o das tuas esperanças. Dependerá de qual página teu peito decida aportar. Mas eis minha provocação: que tu não aportes, que tu saias por aí a atravessar tuas próprias marés e gradue-se num degrau acima daquele que por tanto tempo parado estiveste.

A quem interessar adquirir, mande-me um e-mail: 
guglicardoso@gmail.com
ou através do Facebook: fb.com/ailhadeumhomemso

Um comentário:

ivani ramos disse...

Sim, você se calou deste esta última postagem e ficaram apenas os ventos à superfície a empurrar pequenas coisas vulgares, pois falta-nos a sua palavra. Espero que esteja tudo muito bem, apesar deste longo silêncio. fazes nos muita falta quando não vens aqui. Paz e Bem!