domingo, 3 de abril de 2016

Represar...

Aceita, meu filho, o inevitável curso do rio ao mar e abençoa a nascente, mesmo que o rio todo se perca na sua foz. Permita o amor também chorar seus medos.

Assim se faz a sabedoria de jamais represarmos em nós a própria vida.

Nenhum comentário: