sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Excessos...

Usamos do corpo em demasia quando queremos demitir a mente, filho. Comer demais, beber, trabalhar, por-se a deitar com mulheres demais é uma aparente celebração. Viver em excesso faz-se o nosso esconderijo enquanto não nos encontramos. Os momentos servirão apenas para atravessarmos os momentos. 

Assim, fazer é um modo temporário de desistir.

Nenhum comentário: