sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Consulta...

Consultei os búzios, as runas, ruínas, o boletim das estradas, o calendário da oficina.
Consultei o vinho, o vizinho, a cerveja, a própria certeza e a conta do bar.
Consultei o garçom, o maçom, bula de remédio, o síndico do prédio e as conchas do mar.
Consultei órbitas celestes, a figurinha do chiclete, minha tia ex-chacrete e os óbitos do jornal.
Consultei o mendigo indigente e o homem influente que ria da gente com seu traje formal.
Consultei a previsão do tempo, o extrato do banco, a velha no banco e do padre o sermão.
Consultei livro dos sonhos, anotação e dicionário, os cabides do armário, inclusive o coração.
Consultei o medo, a moda, a prosa, a chuva e o amigo antigo de Ipanema.
Consultei pajé, mané, a borra do café, o censo do IBGE e o resultado da telesena.

não importa:
no amor,
qualquer previsão
nos é sempre
favorável.

Nenhum comentário: