quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Maturidade...

As idades vão além das velas assopradas, meu filho. Despindo-se a ideia de tempo em que atravessamos as coisas postas, elas pouco tem que ver com os calendários. A idade mostra-se no que costuramos e como costuramos com aquilo que vivemos. A idade mostra-se na resposta que damos às perguntas que fazemos e na pergunta que fazemos às respostas que nos dão, conforme trocamos de cenário ao longo dos passos. A idade mostra-se na palavra a concedermos gentileza e a gentileza que concedemos por calar. O que se verifica nos documentos faz-se apenas referência à história dos lugares nossos e da geografia do próprio corpo.

A expressão de uma idade bem vivida, filho, chama-se maturidade.

Nenhum comentário: