sexta-feira, 26 de junho de 2015

Recomeçar...

Parece-me, filho, que carregamos defeito de nascença: estaremos sempre desconfortáveis em nossa própria felicidade. Por isso nela não permanecemos, partindo para regressarmos inúmeras vezes. Veja, não a boicotamos. Isto é aparente, uma das tantas mentiras que contamos para não lidarmos com a verdade. Bebemos o suficiente para sentirmos sede novamente. A felicidade demasiado longa amarga-nos.

O homem sempre criará desculpas para recomeçar melhor os seus destinos.

Um comentário:

juliana disse...

"O homem sempre criará desculpas para recomeçar melhor os seus destinos".
Tão bonito isso...