sexta-feira, 12 de junho de 2015

L´amour...

O amor é quem confessa quando o ego se cala.
O amor é o que se desnuda quando o medo se despe.
Quando o cansaço em nós reside é o amor que permanece.
O amor é o silêncio quando é só o amor quem fala.

O amor é o que encontramos ao deixarmos de buscá-lo.
O amor é o que entendemos sem tentar analisá-lo.
O amor é a aceitação do próprio amor e seu contrário.
O amor é o espelho em que mais bonita te pareces.

O amor é o laço que a nenhum de nós nos prende.
O amor sabe ter pressa e também ser paciente.
Paixão sem amor amorna, paixão com amor acende.
O amor é a oração que o mundo inteiro compreende.

Amar é permitir-se ser cafona - e sublime - por pleno direito.
Permita-me ser cafona e sublime.
Por ser teu.

Nenhum comentário: