quinta-feira, 25 de junho de 2015

Da paixão...

beijo-te a seguir como se fora o primeiro beijo.
beijo-te o primeiro como se fora o único.
amo-te com a força das marés sob a lua cheia. 
amo-te como dragão cheio de fúria.
amo-te como a devoção da taça ao vinho.
amo-te como se pudesse empreender milagres.
não sou outro que não tu mesma enquanto te amo.
não separo o tempo do espaço nos abraços.
não separo teu nome da minha boca nos sorrisos.
não afasto tua paixão da minha pele
nem dos destinos.

Nenhum comentário: