segunda-feira, 11 de maio de 2015

Remissão...

[...] frente aos abismos que nos sujeitamos, diante de uma quase invencível angústia que nos exaure ou de uma dúvida existencial que nos paralise; frente a um medo que nos sufoque e nos diminua, seja lá como for, sempre no limiar de nós mesmos será inevitável fazermos escolhas. Buscamos para além das confusões a que nos permitimos entrar, qualquer decisão que nos reintegre e nos absorva e nos absolva dos erros que cometemos por termos sido metade desde muito tempo. Mas por não sabermos qual o acertado caminho para nossos pés, nem de casa saímos. Vivemos calculando demais os riscos que receosos e distraídos, deixamos coragem partir pela porta. A remissão dos nossos pecados é a felicidade a que nos permitiremos daqui em diante.

Nenhum comentário: