segunda-feira, 25 de maio de 2015

Charuto...

acendo um charuto
que não fumo

no copo derramo o whisky
que não bebo

e dói-me o peito pelo amor
que distante

era todo meu.

Um comentário:

Suzi Amaral disse...

Uma imagem... Mesmo que linda, triste. Mas é muito bom sempre saber do amor, em quaisquer condições. O que foi bom não acaba por que já passou; está eternizado na alma, coração e em algum recôndito cantinho do Cosmo.