quarta-feira, 25 de março de 2015

Vai pra...

Às vezes mandar alguém pra puta que pariu pode ser um ato pedagógico de amor.

Seja para conduzir e situar o outro ao seu devido lugar, seja de amor-próprio a nos libertarmos e restabelecermos as coisas devidas.

Por vezes cabe praticarmos polêmica compaixão, é revigorante.

Um comentário:

Anna Martins disse...

Preciso aprender...