quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Não mais se feriu...

Às vezes passamos muito tempo olhando para uma só direção, para o lado de nós que menos pesa e mais nos agrada. Olhamos muitas vezes para um só lado de nós, apenas por não querermos ver aqueles que de alguma maneira nos incomodam. Há certos convites, como dores, profundas tristezas e agudas felicidades que nos convocam às necessárias coragens de nos sabermos por inteiro. Alguns deles e conseguimos fingir que não são com a gente; outros, realmente irrecusáveis, são visitas aos esconderijos interiores onde moram feiuras e amargos que depositamos ao longo do tempo e que por isso fermentaram, azedando esperanças e singelezas do coração. Pede-nos a Vida, decidida disposição para a tarefa de transformarmos sombras em luz, alumiando os próprios caminhos e laços, e os alheios. Quando rosa soube além da sua cor o seu espinho, soube ser também flor e jardim. Não mais se feriu.

Um comentário:

monicallemos disse...

Guilherme.. aqui, como no facebook, também teria que ter a opção curtir ...
Seu blog estaria recheado dos meus...
Beijo!!!!