segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Invernam...

Um dia
eu farei questão de nascer pedra 
enquanto você flor, 
pra te namorar sem doer 
entre os silêncios do jardim e da primavera, 
dessabido da língua das saudades 
que invernam os homens.

Um comentário:

Poeta da Colina disse...

Mas ainda assim poder deixar enraizar.