sábado, 22 de junho de 2013

Hora marcada...

Eu vivo imerso dentro de mim, sendo engolido pela minha própria Vida, pela falta de tempo e de agenda, pelos meus laços, nos meus amores, nas minhas escolhas e nos meus desencontros. Às vezes não me permito mais para que dissolvido no que me atrai, eu seja menos. Às vezes não permito que entrem, porque a qualquer minuto eu saio, e sem qualquer aviso. Às vezes você vem e eu não estou. Você se distrai e então eu abro a porta. Sou uma divertida ausência, sem as seriedades e protocolos que pedem os outros. Sou uma sincera inexplicação, com certos vazios de que gosto e alguns preenchimentos desnecessários. E sou feito das essencialidades que busco e que também me completam. Para estas, eu já tenho o endereço e hora marcada.

2 comentários:

Priscilla Calaça disse...

Um pouco de mim está nessas palavras...

Fábio Murilo disse...

Ou seja: "Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo".

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/