quinta-feira, 13 de junho de 2013

Além...

Não, você não irá mais longe. Você até pode ter mais, muito mais do que já tem, mas isso não significa que você alcançará mais. Você poderá conquistar, desejar, ambicionar, acumular, por anos a fio daqui pra frente, mas ainda assim você não se contentará. Não será colecionando eletrônicos, carros, viagens, números na conta corrente, amantes, admiradores que satisfarão você, e sim se desfazendo do que não lhe serve mais. Não será dando boas vindas às novidades e externos confortos, e sim se despedindo do que aparentemente não pesa na vida que te fará confortável e leve sobre os teus próprios pés. Você reuniu o que precisava para se enraizar na terra e se sustentar, precisará agora saber as tuas asas. Você subiu todos os degraus, agora é a hora de saber das alturas. Você já experimentou todos os caminhos deste labirinto, deste mais do mesmo, e sabe o que irá encontrar. As tuas necessidades são outras; não com acúmulos, mas com desapegos; não mais com números, mas com o teu interior. A quantidade nos preenche; a qualidade nos alimenta. Não, você não irá mais longe, porque na verdade você não precisa ir mais longe. Você irá para dentro.

3 comentários:

Anônimo disse...

É verdade .. O que precisamos não tem preço: caráter, amor, paz e liberdade de escolha! Abraços,

Solange disse...

e somos infinitos né..

bjs.Sol

Alexandre Lucio Fernandes disse...

É fascinante quando desaguamos e sorvemos dentro o intrínseco. Quando voltamos a nós e mergulhamos no que realmente importa... Além. Além de qualquer acúmulo material e cicatrizes ou marcas desnecessárias. Chega um momento em que damos voo rasante em direção ao nosso melhor mundo, o interior. Só lá colhemos as flores, que lindas e verdadeiras, perfumam nossa alma.

Vamos. Pra dentro. Florescer.

Belo meu caro!

Naufrágio bem sucedido. :)