sexta-feira, 31 de maio de 2013

Temporárias...

Bem-aventurado aquele que livre se sente para quando necessário, descartar rígidas e confortáveis certezas por certezas flexíveis e temporárias, aceitando suas inexatidões e respeitando a sabedoria dos amanhãs, conforme se revelam às conveniências do seu próprio amadurecimento. E do alheio.

4 comentários:

Fábio Murilo disse...

"Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela eterna opinião formada sobre tudo"

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

Regivaldo disse...

É preciso olhar atentamento para tudo o que nos surge e saber quando devemos descartar o "confortável" pelo "variável e incerto".

Parabéns pelo Blog
Contos em Linhas

Deise Lima disse...

O mundo muda o tempo inteiro e é tão grande, por que nós tão pequenos não podemos fazer o mesmo?!
Seus textos sempre encantando, moço!
Abraço!

Unknown disse...

Estou abismada com tanta coisa linda que acabei de ler...encontrei o blog por acaso e achei lindo demais!

Parabéns, vc escreve com a alma!!!!