terça-feira, 16 de abril de 2013

O Amor requer...

Levo o teu café na cama, para que não queimes tua mão lá na cozinha. Deixo-te em paz sozinha, para saudade tão logo aumentar. Levo você a caminhar, para que não te percas do caminho de volta. Escrevo-lhe verso e prosa, como razão para namorar. Vou ao cinema contigo, só pra te ajudar a entender a trama. Vou com você pra cama, a espantar seu medo bobo do escuro. Digo, canto, bordo e juro, se assim você me pedir. Repito: "eu jamais vou desistir", depois dos teus desvarios de humor. Elogio e aprovo com louvor, qualquer tentativa de receita sua. Quero você inteira nua, para me servir de cobertor. Beijo intenso a boca tua, para que discutir você não possa. Lavo, passo e cozinho, pra que a casa minha seja também a nossa. Usamos dos pretextos mais requintados aos mais descabidos, para se estar com quem tanto gostamos. O Amor requer, feliz, destes cuidados.

5 comentários:

Almi Junior disse...

O amor requer de nós a inconstante surpresa de certos cuidados.

Poeta da Colina disse...

Respirar já é motivo de querer. O amor não pede, ele é a companhia.

disse...

Enquanto há cuidado, há amor. É o primeiro sintoma do fim, a falta de cuidado. Saudades destes textos fluentes.

Ana (Ballet de Palavras) disse...

Guilherme,
Intenso e, brilhante.

O "amor" o sentimento mais sublime e, débil, semelhantemente.

Requer cumplicidade, respeito, sinceridade e, ternura em todos os instantes e, momentos que perdura.

Ana

Ketilen Paes disse...

Adorei! Romântico, intenso e realista seus escritos.
Até mais.