quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Mais um dia, menos um dia...

Mais um dia e um dia a mais. Um passo a mais e mais um convite aos teus passos. Mais um amanhã que no ontem nascido, no agora cresceu e tornou-se hoje. Graduou-se tempo. Mais um novo horizonte, escolhas e outras possibilidades. Menos um dia e um dia a menos no calendário. Menos das preocupações de ontem. Mais lembranças. Mais promessas. Menos tempo nesta terra para decidir ser feliz. Mais um inteiro de nós, menos um pouco da gente.

Mais um dia, menos um dia.

9 comentários:

Juliana Lira disse...

Ainda bem que amor é imune ao tempo,
o que seria dele se não fosse assim.

Milhões de beijos

Ana Aitak disse...

Tudo numa cadência, meio frenética, meio lânguida.
Êta vida besta, sô!

<3

Anônimo disse...

Olá Guilherme, sem querer - atraves de uma amiga "esbarrei" no seu blog. Estou adorando. Lendo tanta coisa bacana meu dia fica melhor. Bjs

Evelyn Dias disse...

Interessante o seu texto e bem articulado! Parabéns!

Renato Ziggy disse...

Mais oportunidades de se evoluir, de se entregar, de caminhar rumo ao sol...

Deise Lima disse...

Caramba, que coisa incrível!!!
Eu decidiouvir "Conversa de botas batidas-LH" e ao mesmo tempoentrei aqui e me deparo com esse texto lindo.
adoro esses acasos músico-textuais que me aparecem de vez em quando!

" Vem, vamos além
Vão dizer, que a vida é passageira..."

Abraço \0

Sol disse...

E nesse menos e mais da vida a gente vai aprendendo a ser gente grande.

Bonito. Como sempre é.

Rodrigo S.M. disse...

Olá,
Gostaria de parabenizar vc pelo blog, eu tbm tenho meu espaço , feito recentemente, que é dedicado a literatura, música, arte etc, espero que goste!
Gostei daqui por isso virei um seguidor!

Bjos

Andorinha disse...

Esse texto é a prova viva de que não é preciso escrever muito para dizer, também, muito. Com poucas palavras, com somente dois parágrafos, consegue dizer o quase indizível.
"Mais um amanhã que no ontem nascido, no agora cresceu e tornou-se hoje." Engraçado, essa passagem me fez imaginar o tempo como uma uma semente que dá origem a uma planta, que se nasce, cresce, se desenvolve, dá o seu último suspiro como planta e logo, logo estará pronta para dar início a outra coisa, ao recomeço.
Agora, a pergunta: um dia a mais é um dia a menos? O que será?