domingo, 12 de agosto de 2012

A pedra do reino...

"O mundo é um livro imenso que Deus desdobra aos olhos do poeta! Pela criação visível, fala o Divino invisível sua linguagem simbólica. A poesia, além de ser vocação, é a segunda das sete artes e é tão sublime quanto suas irmãs gêmeas, a música e a pintura! Vem da divindade a sua essência musical. Mas, meus senhores, ninguém queira tomar como poesia qualquer estrofe, pois há muitas poesias sem estrofes e muitíssimas estrofes sem poesia. Ser poeta não é somente escrever estrofes! Ser poeta, é ser um 'geníaco', ser 'filho assinalado das musas', um homem capaz de se alçar à umbela de ouro do sol, de onde Deus fala ao poeta! Deus fala através das pedras, sim, das pedras que revestem de concreto o trajo particular da idéia! Mas a divindade só fala ao poeta que sabe alçar seus pensamentos, primando pela grandeza, pela bondade, pela glória do eterno, pelo respeito, pela moral, e pelos bons costumes, na sociedade e na família!"
.
.
.
(Ariano Suassuna. "A pedra do reino".)

Um comentário:

Áurea Manuele disse...

falou bonito este grande poeta.