segunda-feira, 7 de maio de 2012

O doce...

"Se eu soubesse escolher qualquer palavra,
e por saber qual das palavras serviria.
 Juro que com elas me arriscava,
e a mais bonita escolheria...
...uma e junto ao meu Amor amarraria,
uma benção toda mansa e delicada.
Uma doçura a te acolher no dia-a-dia.
A levar-te um sorriso bom na boca,
e livrar-te desta vida só e louca.
Com o doce que só eu sei da poesia".

11 comentários:

Rachel Nunes disse...

Guilherme, você soube escolher as palavras bonitas; e fez uma poesia doce.

Beijos!

Anônimo disse...

Meu amor, você enche de beleza até mesmo essa minha "vida só e louca",teu amor é parceria e sanidade.
Obrigada!
Clara.

Luzia Medeiros disse...

Que linda poesia, branda, suave, que aquece as emoções.

beijos, seguindo.


http://luzia-medeiros.blogspot.com.br/

Poeta da Colina disse...

Talvez só precise de um silêncio.

Solange disse...

lindo demais isso Guilherme!

eu quero uma palavra sua lá no parole..rsrs

bjs.Sol

Dinha Cavalcante disse...

O doce da poesia só os que tem coração sensível pode saber. Lindas palavras *-*

Arte...Mosaico & Prosa...Poesia disse...

Um bouquet de palavras,patuá, prece e uma caixa de bombons- poesia.
Um presente apaixonado e apaixonante. Adoro seu jeito de escrever!!!

Até Logo!

Fernando Gonçalves disse...

Parabéens pelo post e pelo seu blog.
Te convido a conhecer o meu,
http://carmasepalavras.blogspot.com/

;)

Priscila Braga disse...

Acho muito admirável escritos como este seu. Mais admirável ainda é saber que a sensibilidade não escolhe gênero como muitas pessoas imaginam e preconceituam.

josyany disse...

Eu fico muito feliz de saber que ainda existem homens sensiveis assim como voce....linda poesia me apaixonei!!

Luzia Trindade disse...

Que lindo!