terça-feira, 10 de abril de 2012

Gaveta...

(...) às vezes encontramos o alento, a gentileza, a cura, uma benção, a criatividade, uma cor, um milagre naquele pequeno espaço entre o hoje e o amanhã em que nos distraímos; numa esquina-de-nós que nós mesmos não lembrávamos; naquela gaveta da Alma entre memórias, compromissos e planos tantos em que a própria Vida não soube se guardar.

Um comentário:

Poeta da Colina disse...

Tem dias que a vida respira pela gente.