quarta-feira, 21 de março de 2012

Quando nasci....

Quando nasci, soube do vento que leva tristeza pra longe e traz o Amor pra mais perto, e aceitei o destino. Soube também que maré nem sempre respeita castelo de areia que nosso tempo dedica, e aceitei o inevitável. Quando nasci, soube das mãos que cuidam e que ferem, que acolhem ou prendem, e entendi as escolhas. Soube dos caminhos e dos meus pés a me levarem pra qualquer lugar, aprendi liberdade. Soube da boca que beija e que engana, que cura e que rasga, que salva e que afasta, que ama e maldiz, e entendi o poder que me cabe. Quando ao sofrer, soube da lágrima a gritar sua mágoa e a pregar meu alívio: entendi os avessos. Soube dos encontros que dóem mas alimentam, das doçuras que nos distraem, da imensidão que não contenta, dos cadinhos que satisfazem, e entendi intensidade. Quando as sementes não vingaram, o fundo dos poços todos secaram e as ruas todas-sem-saída, aprendi o recomeço. Quando o fogo me cercou, a palavra me cortou, o plano se perdeu e o erro se fez meu, ensaiei serenidade. Quando busquei sorrisos e quis repeti-los como canção que se gosta, entendi o prazer. Quando caminhei com um pé nas nuvens e outro no chão, aprendi a sonhar. Quando nasci, passei a saber da morte. Quando morrer, aí então saberei da vida; nesta ciranda de amores e cores, espelhos e reflexos, jardins e degraus. Sou reticências, para que todas as coisas venham a mim e em mim continuem...

11 comentários:

Apenas Ge disse...

Adorei.... Um pouco do muito já vivido e experimentado no vagão deste trem de vida!!!

Rita Ribeiro disse...

Lindo!

Letícia disse...

"Sou reticências, para que todas as coisas venham a mim e em mim continuem..."

Encantada com cada palavra e com cada delicadeza contida nelas. *-*

IsaBele disse...

Mas esse moço nasceu sabido!

Me lembrei do Chico...

"Quando nasci veio um anjo safado
O chato do querubim
E decretou que eu estava predestinado
A ser errado assim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim..."

Solange disse...

como sempre...parabéns!

bjs.Sol

Janaína disse...

... quando ficou escuro descobri que meus olhos sabiam ler o caminho. E segui...

mfc disse...

Um bonito texto reflexivo que faz uma identificação entre as vivências de quem escreve e o que esperava ter tido da vida..

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Bom dia Guilherme



Nossa!!!!!
O que falar?
Simplesmente lindo!

Beijos e um sábado maravilhoso
Ani

Lê Fernand's disse...

missões dadas!
lindo, gui.

bj meu

Fernanda Curcio e Leonardo Macedo disse...

A vida é mesmo contraditória, pois só quando estamos do lado avesso é que conseguimos captar o valor de tais sentimentos.Só traduzimos um sorriso quando uma lágrima cai.

Lindo!!

Poeta da Colina disse...

E ao renascer teremos que resaber tudo de novo.