quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Perfume nas mãos...

Escrevo vontades e letras pra te soprar no coração; querendo ser presença, cheirinho, abraço ou qualquer gentileza que possa acolher você nesta manhã; pra que você sinta sopro leve e macio da gratidão que me namora por ser você parte do meu caminhar, essencial, tal qual é o pé para o chão ou os olhos para escolher direção. Você é nuvem em que me abrigo do calor sufocante da vida que me cobra presença em todo lugar e resposta aos desafios mais absurdos. Você é aquela paz em que repouso os olhos e a Alma enquanto dormes serena. Você é a chave que guarda todos os meus sonhos. Por isso estou aqui pra te lembrar que sou sorriso, porque já me lembrei de ti toda e inteira antes do meu café da manhã. Você é aquele meu perfume gostoso em que uso nos pulsos junto com teus laços bonitos de cores que conversam entre si, pra dizer que seu tom é poesia que decora a minha vida, e que teu cheiro é cafuné que me acolhe no teu ar. Boa sorte a minha então. Visto palavras que trocam de roupa pra embalar minha boca que fala de Amor nas coisas mais simples que te confesso agora. Você é pedido que me convida a ser melhor. Você é convite que me pede pra ficar sempre e fazer cantinho pra nós dois. Porque amanhã o Amor vai nos convidar pra comemorar o nosso encontro de qualquer jeito, ainda que em qualquer esquina, bairro ou distância, mas dentro do mundo que chamo de coração. Como o musgo e a pedra, a lua e o silêncio, o amor e a saudade, goiabada e queijo, esse jeito de dois acho tão nosso. E tua boniteza é de se pousar na vitrine pra eu querer passar a vida inteira querendo ver os teus detalhes e enfeites que sopram também minha vontade de te embrulhar de presente, com laços de felicidade e te levar toda pra mim.

9 comentários:

Pipa. A Pipa dos Ventos disse...

As mãos chamavam a linha do destino. Quaisquer que fossem as escolhas,restava,acima de tudo,
esse respeito aos caminhos.


Lá fora as folhas se agitavam em redemoinhos entre os troncos das árvores. Talvez os ventos tenham voltado agora, para soprar-me.

Inalo.
Um verso abraçado no outro.
E é fundo que calam.

Maria Clara disse...

Tanto amor, tanto!
E nos descobrindo mais.

Angélica Lins disse...

"Escrevo vontades e letras pra te soprar no coração..."

Na primeira frase, eu já me rendi.

Abraços poeta.

Menina no Sotão disse...

Bom demais acordar com palavras assim, faz lembrar que somos parte de um todo...

bacio

Jaqueline Oliveira disse...

O que faz o amor, o querer bem e o desejo macio e saudável se não querer soprar delicadezas, verdades, sentimento de fazer pular as borboletas, as ninhadas e girassóis não só da barriga, do coração, mas do próprio ser? A vida exala amor e poder senti-la é a melhor de todas inspirações.

-

Guilherme, na verdade foi Pecados. rs Um pequeno fragmento de brigadeiro de panela.

Sempre que venho aqui minha alma fica mais leve e minha esperança se expande em seus versos.

poemasavulsos disse...

Uma paixão viva está presente em cada linha deste texto. Muito bom!

Abraços do @poemasavulsos.

*Simone Poesias* disse...

Bonito blog e poemas. Parabéns!
Bjos XD

Luna Sanchez disse...

Texto pra aspirar em vez de ler, de tão bonito...

Gostei imenso!

=*

Elisabete Mendes disse...

Sr Guilherme, sido seu blogue atentamente e ele me faz sonhar um mundo onde todas as pessoas são boas. Porque o vêjo a si como uma delas.
Obrigada
Tem algum livro publicado?