terça-feira, 16 de agosto de 2011

Sobre a intuição...

Intuição é saber riacho o encontro no mar; saber a vela seu fogo ser o mesmo do sol. Intuição é relâmpago que revela na fração da claridade, os contornos do caminho. É o amanhã a confessar entre as esquinas do eterno, o que se revela no palco do presente. Intuição é saber a semente o gosto do próprio fruto. É a palavra que confessa seu sentido sem soar. É saber o Amor quando lá fora reina o medo. É gratidão por ganhar sem nada ainda receber. Intuição é o estado sublime do saber antes; que soprará vida no mergulho do tempo e das coisas mundanas, quando afinamos Alma nos acordes mais serenos. Assim, afine o olhar para verdade que se antecipa no sentir. Afine o coração para ouvir direção correta do caminhar. Silencie seus desejos tagarelas para ouvir a quietude que confessa. E pela prática de sintonia interior, cada vez mais o véu estará ausente. Saber ainda que não se saiba é isso. E isso, é intuição...

3 comentários:

Solange disse...

palavras marcantes e sensíveis....
gosto daqui.

bjs.Sol

Solange disse...

lindo o que vc escreveu no meu parole, mocinho..
e mais lindo ainda o que sempre encontro por aqui..

beijooo!

Vitalina de Assis disse...

Hola amigo!

Que belo blog temos aqui.

Intuição é um falar quase inaudível e ainda assim, gritante!

Parabéns, gostei muito.