sábado, 28 de maio de 2011

Soma...

Você é alma bonita a me fazer palavra; a converter manhãs de incertezas em poesia; ressoando lembranças de nós dois como cordas que vibram juntas, cantam juntas e choram juntas suas saudades; querendo fazer do inevitável, algo a se evitar: senti-las. Pois se o Amor é terra sem caminho, perdi-me por querer te achar. E a cada um passo que dou, me doo, porque volto sempre dois, e nós dois, não voltamos mais. As sílabas do teu nome se confundem com as batidas no peito a repetir lembranças suas que busco, como o orvalho busca a manhã, como a seresta busca as estrelas, como a boca busca o beijo, como eu busco você. E ainda que te encontre em qualquer esquina da minha vida, sei que te vejo de dentro em qualquer direção; coração sempre sabe o que olha. E ver com o coração é encontrar. Mas o que encontrei foi silêncio que não te explica, e que não me aproxima. E aí você se tornou horizonte, utopia, amanhã que não chega pra me enfeitar com teu perfume, celebrar tuas cores e a tua volta. Tornei-me calendário a celebrar os dias santos com teu nome; dias de descanso nos teus braços, com folgas da distância que nos separa.   Assim declaro: sou feito de dias, de vento, sou feito de nada, que sopra quando se assusta ao não te ver aqui; que varre folhas e sonhos pra debaixo dos pés que piso sem me dar conta. Você é alma perfumada, a colorir sorrisos de lábios descrentes, feita de tudo, feita de tanto, de tanto que quero; e também feita de vento, que desenha a pedra ao longo do tempo e o meu sorriso agora. Você é a soma das letras que apontam nossos nomes. Eu sou a soma dos cacos que juntos diz saudades. E ainda que lucidez partiu doída com esperança na mala, por você não pinto ponto final; namoro as nossas reticências...


"A vingança da poesia é essa: ela ser maior que a gente". (Adélia Prado)

11 comentários:

Nanda disse...

Oi =)

Cheguei aqui pelo blog da Alícia e me apaixonei por esse texto.

Tão lindo, tão suave...
E o final é bem minha cara. Sobre a minha dificuldade com os pontos finais... Um viva para as reticências!

Beijo!

нєllєи Cαяoliиє disse...

Sem pontos finais,se possível ;)
Lindos escritos!
Um beijo.

Luciana Lís disse...

"Você é alma bonita a me fazer palavra; a converter manhãs de incertezas em poesia"
ao atravessar uma vida inteira, q vai se repetindo e repetindo, o que nos mede é o cansaço em passear pelo cotidiano sem graça, mas aí que temos a sorte de um dia repousar no amor, e como diria Cazuza, 'transformar o tédio em melodia'

Lindo texto!
Beijo

Gisela H. disse...

lindo esse texto.
parabens,adorei o blog.

Gisela H. disse...

lindo texto.
aamei o blog.parabens.

Patrícia Rocha disse...

"Eu sou a soma dos cacos que juntos diz saudades..."

Que lindo texto, tão bom de ler :)

Beijos Lunáticos :**

Tatiane Lemos disse...

Lindo, seu blog ta muito lindo.


Beijos, linda semana

Maíra disse...

...por amor nunca tem um ponto final, amor sempre continuará sendo amor...
Lindo texto
Beijos

Poupée Amélie™ disse...

Lê-ló é um prazer. Lê-ló é ver-me em tuas palavras. Doces e tão bem colocadas palavras. Você é um poeta! Adoro vir aqui. Sempre. Bj

Giovanna disse...

que lindo o texto *-*
beijos
likehappydream.blogspot.com

Victoria Lopez disse...

Eu realmente amei a ilha de um homem só.As palavras sao suaves ao mesmo tempo que profundas.Estou seguindo e espero ansiosa por mais textos...beijinhoos vick s2