terça-feira, 19 de abril de 2011

Amor maduro...

"O amor maduro é a valorização do melhor do outro e a relação com a parte salva de cada pessoa. Ele vive do que não morreu, mesmo tendo ficado para depois, vive do que fermentou criando dimensões novas para sentimentos antigos, jardins abandonados, cheios de sementes..."
.
.
.
(Artur da Távola)

Um comentário:

Solange disse...

...vive do que não morreu..

será que vive mesmo..ou só está esperando o momento do ponto final?

beijos!!