quarta-feira, 23 de março de 2011

Cantinho...

Por onde você esteve que não te vi? Por qual caminho de antes não te alcancei? Há tanto que me fiz cantinho teu; me enfeitando de cores e retalhos, formas e cadinhos de amor, como convite a repousar teus olhos cansados e perfumar tua Alma. Me reinventei de jeitos a te aconchegar no meu carinho; refúgio onde as palavras alcançam a derramar o seu alento. Hoje sou colo, sou amuleto pra te trazer mais perto: a ecoar dentro da alma, a ressoar dentro do peito, a entoar tantas doçuras, com silêncios a costurar ternuras. Aquietando os barulhos do mundo lá fora, decorando o meu jardim de gentilezas. E confesso diante dos teus olhos grandes, a lhe contar quem sou de verdade. Que lhe conta com os lábios a escorrer o doce da vida ao morder pedaço gostoso de ti e que me satisfaz; e a fazer sorriso não caber na boca. Eu sou teus planos, teus encantos; tua promessa de futuro bom. Sou espelho da tua casa interior a refletir gratidão. Eu sou mais do mesmo, como certezas de suspiros e descanso que ainda estão por vir, mas que já tem teu nome.

"Seja qual for a matéria de que as nossas almas são feitas, a minha e a dela são iguais." (Emily Brontë)

7 comentários:

Uma mocinha não tão indefesa disse...

Um post com gostinho de aconchego... :)

Solange disse...

Explêndido!!

bjs.Sol

Maria Clara disse...

Eu amo você, tanto!
Quero morar neste cantinho :)

Ju Fuzetto disse...

E quanta doçura guardada nos olhos...

Bia Leke disse...

quer dizer que voce tem grandes pensamentos, humm... gostei do seu tema... ache interessante... e esse cantinho ??? todos merecem ter um.. rsrs.. bjokas
Bia Leke

Fé Fraga disse...

Lindo Guí,
Esplêndido!

Suspiros...
Um beijo,
Fé Fraga.
http://mefaltaumpedacoteu.blogspot.com

Sabrina Davanzo disse...

Guilherme,

Seu blog tem palavras que despertam.