terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Sanfona...

"Me perdoa por eu querer de uma forma tão intensa tocar em você que te maltrato. Minha mão acostumada com um mundo de chatices e coisas feias fica tão gigante quando pode tocar algo lindo e puro como você, que sufoca, esmaga e estraçalha. Me perdoe pela loucura que é algo tão pequeno precisando de amor e ao mesmo tempo algo tão grande que expulsa o amor o tempo todo. Eu sou uma sanfona de esperança. Eu tenho estria na alma".
.
(Tati Bernardi)

Um comentário:

Fé Fraga disse...

Finalmente Guí, consegui acessar seu blog. Amo os textos de Tati Bernadi. Excelente escolha! Sou bem assim como ela descreveu no texto, de corpo e alma.
Um beijo,
Fé Fraga.
http://mefaltaumpedacoteu.blogspot.com