sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Sedutor...

Aqui estou eu. Você me busca e me quer sem ao menos saber quem sou. Adoço tua boca; te ganho e te conquisto por apoiar tuas loucuras; quaisquer delas, por isso, permito que te escondas nas tuas próprias mentiras. Conto a você, tudo o que quiser ouvir. Invento histórias; crio qualquer enredo, se assim você o gostar. Sou amante dos teus desejos e planos tantos. Quero habitar em ti e me fazer ser o único que vês e que procuras. Tomo a forma que lhe convém, e te convido ser entregue toda a mim. Esqueça dos outros, do comum, do qualquer, pois quero te enlouquecer e fazer perder todo o controle. Serei autor de muitos dos teus impulsos, até dos mais e mais secretos. Convite de múltiplas escolhas, pois comigo, vais respirar macio. Pelo menos por um tempo. A instigar teus sentidos; a jogar com você. Alimentar teu corpo, e seduzir tua vontade. Prazer é o que venho lhe trazer em nuances e cores muitas.

Prazer, meu nome é Ilusão.

3 comentários:

Priscila Rôde disse...

Na dose certa,
faz bem!

Um beijo.

Olívia Comparato disse...

Belíssima postagem! Encantadoras postagens!!!
Beijo grande

Madá disse...

Eis é o tempo do nosso tempo, onde a ilusão convence, seduz, atrai que se destrai.
Me libertei da ilusão e descobri que não me encaixo. Deus meu! Acabo de descubrir-me "desencaixada"... E, não menos, feliz por isso...

Be happy!