quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Rasguei...

"Te escrevi quatro páginas de amor
ontem,
bêbada.
Amor tem disso, sai flu
indo
pelas canetas.

Hoje, sóbria,
rasguei.
Você não cabe nos meus versos.
.
.
(Clara Arôxa)

2 comentários:

Maria José disse...

Vim retribuir sua visita ao Arca e conhecer mais detalhadamente seu espaço, que muito me agradou.
A autora mostra, de forma clara, como a percepção e sensação são diferentes sob o efeito químico. Grande abraço.

Uma mocinha não tão indefesa disse...

Atire a primeira caneta quem nunca escreveu uma carta de amor e se arrependeu depois, rs