domingo, 5 de setembro de 2010

Para que você leia...


"Te respondo, desta vez sem rodeios, sem repetições, da forma simples e sem grandes escândalos como acontecem as coisas mais espantosas, as coisas importantes: escrevo para que você me leia. Simples assim. Para que você me leia e volte, para que você me leia e pense que há algo surpreendentemente belo em mim, algo que você não viu, algo que passou por nós despercebido. Então, para ser mais clara, é possível?
.para que você me leia e ame".

.
.
.

(Flores Azuis, Carola Saavedra)

Nenhum comentário: