quarta-feira, 28 de julho de 2010

Para viver...

"Muitas vezes te disse que antes de fazê-lo havia que pensá-lo muito bem, que esta nossa união lhe fazia falta carne e desejo também, que não bastava que me entendesse e que morresse por mim, que não bastava que em meus fracassos eu me refugiasse em ti. E agora, vês o que passou, ao fim nasceu, ao passar dos anos, o tremendo cansaço que provoco em ti e ainda que seja penoso, tenho que dizer. De minha parte esperava que um dia o tempo se fizesse cargo do fim, se assim não houvera sido eu seguiria brincando de te fazer feliz, e ainda que o canto seja amargo, pensa nos anos que tens para viver, que minha dor não é menor e o pior é que já não posso sentir. E agora tratar de conquistar com vão afã este tempo perdido que nos deixa vencidos sem poder conhecer, isso que chamam amor para viver. Para viver."
.
.
.
(Pablo Milanés)

Nenhum comentário: