quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Versos Áureos...

“Verás que a Natureza — o Céu há de mostrar-te —
É em tudo semelhante e a mesma em toda a parte.
Conhecendo-te a ti, senhor do teu direito,
Vibrarás sem paixão teu coração no peito.

Homem, verás que são frutos próprios do homem,
A mágoa que atormenta e os males que o consomem;
Porque a origem do prazer, a fonte da ventura
Que em si mesmo possui, além de si procura.

Bem poucos sabem ser felizes;
Compelidos pelos desejos maus, joguetes dos sentidos,
Como baixel em mar sem fim, por entre pegos,
Assim os homens vão desnorteados e cegos.

Deuses! Quisésseis Vós valer-lhes de onde estais!
Mas, não: Homem, teu ser provém dos Imortais.”

(Versos Áureos de Pitágoras)

Nenhum comentário: