quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Crise...

A palavra "crise" em chinês é formado por 2 ideogramas... Um quer dizer "desastre" e o outro "oportunidade". Ainda que nossa língua seja vasta, complexa e cheia de beleza, há outras como o hebraico, o próprio chinês, o sânscrito e o pali, que ocultam segredos em suas entrelinhas que não percebemos.

A vida é riquíssima e cheia de significados, de simbolismos que são apenas extensões de nós mesmos. Cada pessoa ou situação se revestem de significados particulares que nos enlaçam pelo seu peso e conteúdo emocional, espiritual, inconsciente!
O post veio a calhar porque alcança tanta coisa e tanta gente...
... existem tantas possibilidades ao nosso redor que me assombram! E elas, por pequeninas que sejam, tem um propósito muito maior: Que é o de nos tornar conscientes para Aquilo que É!
A dor, a perda, o Amor que nos visitam são linguagens da alma, e tal como Nietzsche, acredito que o Amor é o estado no qual os homens tem mais probabilidades de ver as coisas tal como elas são! .. diante do Agora, tanta dor vinda do passado e tanta ansiedade pela nossa constante projeção do futuro, dissolvem-se!

E eu quero ver! E eu vejo! .. talvez da minha altura eu não vá muito distante! .. mas pra cada um de nós, é suficiente!

Tudo que existe, existe talvez porque outra coisa esteja lá, aqui, existindo também. Nada é, tudo coexiste e, talvez, assim seja certo...

A teia de luz que nos envolvemos ao vir nesta encadernação tende a se tornar mais forte e brilhante! Quanto mais luz em nós, mais iluminamos o caminho do próximo. Por isso tantos mestres e tantos homens e mulheres ao longo da história que compartilharam Amor...

Amor me parece ser o único caminho, mas que se divide em ramos, trechos, dimensões...

O Amor é a chave para o Agora! .. para Aquilo Que É!

Por isso a compreensão é questão do Ser, do coração. E não da cabeça. Se assim não fosse, eu já teria me iluminado por tanta coisa que li, além de, ter me formado em farmácia depois de tantas bulas de remédio que avistei!

E quando a compreensão vem, o problema deixa de ser problema, e é resolvido pela própria compreensão...
A leveza bate a tua porta, a serenidade permanece, mesmo diante da inevitável constância inconstante da Vida.

Compreensão que se torna aguçada por estes mesmos problemas, por recomeços, por trabalhos que vão e vem, por frustrações, por amizade, carinho compartilhado e tantas coisas que encontramos em bons livros, poesias, e na experiência!

Experiência! Experimente uma perspectiva nova. E se abra ao Amor. Sei que parece difícil, e talvez seja por nos fecharmos tanto em nossa carapaça de medo ao querermos nos proteger.

Viver é um ato de semear, Amor é sinônimo. Ao se entregar, ama-se. E vive-se!

Bem vindos ao caminho que sempre foi, mas que novo é, sempre, pra todos nós!

Nenhum comentário: