quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Onde estou...

Assim que morreu, Juan se encontrou num belíssimo lugar, rodeado pelo conforto e pela beleza que sonhava.
Um sujeito, vestido de branco se aproximou: "Você tem direito ao que quiser: qualquer coisa, alimento, diversão, prazer..." disse.
Encantado, Juan fez e desejou tudo o que sonhou fazer durante a vida. Depois de muitos anos, depois de satisfazer plenamente todos, absolutamente todos, os seus desejos, procurou o sujeito de branco: "Já experimentei o que tinha vontade", disse. "Preciso agora de um trabalho, pra me sentir útil".
"Sinto muito", disse o sujeito de branco. "Mas esta é a única coisa que não posso conseguir. Aqui não há trabalho".
"Passar a eternidade morrendo de tédio? Preferia mil vezes, então, estar no Inferno!"
O homem de branco se aproximou e disse em voz baixa: "E onde o senhor pensa que está?"

Nenhum comentário: