quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

O Amor...

O amor floresce somente quando a necessidade desaparece. Um amor acontece somente entre um rei e uma rainha – em nenhum existe qualquer necessidade.

O amor é o maior luxo do mundo. Ele não é uma necessidade – é o ultimo luxo, o supremo entre os luxos. Se você estiver necessitado dele, ele será como outras necessidades; você precisa de comida, de abrigo, de roupas, disso e daquilo. Nesse caso, o amor também é parte desse mundo. Quando não há necessidade, você está simplesmente fluindo com a energia e gostaria de compartilhar com alguém, e alguém também está fluindo com a energia e gostaria de compartilhar com você, então vocês dois oferecem sua energia a um deus desconhecido do amor.


E esse é o luxo absoluto, porque ele não tem um propósito, não é um negócio. Ele é intrínseco, e não um meio para outra coisa.
É uma grande brincadeira.
.
.
.
(Osho)

2 comentários:

Ana disse...

passei por aqui rapidinho,os dois ultimos textos são lindissimos e emocionantes como tudo aqui...saudades.

Helen Viana disse...

Há um ano atrás (exatamente) me perguntava quem era esse garoto que tanto falava de Osho e mostrava seus textos? Há um ano atrás perguntava quem era esse garoto da ilha de somente um homem? E aqui estou, e vendo o quanto tu fez diferença neste ano mesmo. Que este seja o primeiro de muitos amoreenha. Hoje não irei perguntar quem é o autor já conheço este texto. Obrigada por me mostrar tanta coisa Gui.

Te gosto muito.

Beijos.