quinta-feira, 3 de julho de 2008

Meu olho dói...

Um camponês aproximou-se de Nasrudin e queixando-se de que seu olho doía, pediu-lhe um conselho.

Então Hodja disse-lhe:

- Outro dia meu molar doía, e não me acalmei enquanto não o arranquei.

Nenhum comentário: